Home Dissertações Defesas 2009 Kércia Priscilla Figueiredo Peixoto
Kércia Priscilla Figueiredo Peixoto

O COMÉRCIO JUSTO E O TURISMO COMUNITÁRIO NA AMAZÔNIA: Ideais, práticas e nós do mercado

Orientador(a): Profa. Dra. Maria José de Souza Barbosa

Resumo: A dissertação estuda o comércio justo a partir dos ideais contidos em seu discurso político ideológico. Analisa as práticas que implicam as suas contradições, e apresenta as dificuldades da inserção de grupos de produtores e de suas mercadorias nesse campo do mercado. Inicialmente a dissertação situa o comércio justo no contexto do mundo atual, neoliberal e globalizado, e percorre sua história tanto internacional como nacionalmente. Baseada nas novas dinâmicas existentes no comércio justo, que contemplam relações de parceiros que compõem todo o circuito comercial, tanto no hemisfério Sul como no Norte, superando a inicial relação exclusiva Norte-Sul, percebe-se claramente a necessidade de uma redefinição para o comércio justo. Além do mais, a dissertação lança foco sobre o Brasil e a América Latina, onde os movimentos do comércio justo e da economia solidária estão cada vez mais ligados e complementares. Partindo da análise do comércio justo no Brasil, constatase o quão distante a Amazônia brasileira está em relação às práticas do seu próprio país. No âmbito do comércio justo, a região está mais próxima dos centros estrangeiros. Logo após, a dissertação pormenoriza os sujeitos, contextualizando-os no circuito do comércio justo, observando seus comportamentos ideais e suas práticas efetivas, baseada em fatos empíricos colhidos em bibliografias e em observação pessoal realizadas no trabalho de campo. No decorrer do trabalho é possível perceber que o comércio justo balança entre um movimento social com escopo prioritariamente político, com um discurso ideológico bem definido, e uma categoria comercial, que o faz ganhar, cada vez mais, moldes de um nicho de mercado. Nesse embate, ocorre uma divisão no posicionamento de diversos atores. Na sequência, serão tratados os pontos cruciais referentes aos nós do mercado, ou seja, às suas principais dificuldades. É fato que o comércio justo propõe uma verdadeira superação do famoso fetichismo da mercadoria de Marx? O comércio justo propõe uma real superação da separação entre mercadoria e produtor? E o que é o chamado preço justo? Este é um conceito inteligível? Finalmente, a dissertação discute a potencialidade dos produtos Amazônicos e os meios de valorizá-los. Aborda, entre outros aspectos, a possibilidade de formação de uma rede de comércio justo na Amazônia. Não obstante às dificuldades apresentadas e aos poucos projetos de comércio justo desenvolvidos na região, a Amazônia contempla casos de sucesso. Dentro desses casos é nítida a relação entre comércio justo e um tipo de turismo gerido pelas comunidades locais, o chamado turismo responsável. A partir de alguns estudos de caso, como o do projeto da Pousada Aldeia dos Lagos de Silves e o do projeto do Guaraná dos Sateré-Mawé, ambos no estado do Amazonas, demonstra-se como na região o comércio justo fortalece o turismo responsável e vice-versa.

 

Palavras-chave: Comércio Justo. Economia Solidária. Mercado. Turismo Comunitário.

 

Fazer Download

______________

 
Copyright © 2019 Programa de Pós-Graduação em Serviço Social :: UFPA. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um Software Livre com licença GNU/GPL v2.0.
Designed by Templatka.pl